12 de março de 2007

Porque Quaresma?


Nas últimas semanas tenho-me confrontado com um desafio: como explicar, ou melhor, como dar a sentir a adolescentes de 13 e 14 anos o significado e valor da Quaresma?

Primeiro, pensei eu, trata-se de saber o que é a Páscoa, uma vez que Quaresma só faz sentido com esse horizonte. E mais do que “saber” trata-se de ter experimentado a Páscoa e querer vivê-la cada vez mais. Se vivo um relação com Aquele que está vivo, então sei que posso estar mais, ou menos aberto à sua presença, e sei também que Ele só se faz esperar quando não construí as condições para o encontro.

As palavras chave que usei num jogo sobre a Quaresma foram as seguintes: preparação, arrependimento, oração, jejum, coração, perdão… As quatro primeiras palavras só fazem sentido como meios. Preparo-me para algo, arrependo-me porque reconheço que posso melhorar uma relação, rezo porque me quero encontrar com alguém e faço jejum porque isso me ajuda a ir para onde realmente quero e a ser quem realmente quero ser. A quinta palavra (coração) lembra-nos que a grande acção é interior e é em cada um de nós. Quanto ao perdão é a certeza de que Deus está mortinho por nos oferecer o espaço e o abraço no qual o podemos encontrar como Ele é.

Depois Páscoa!