9 de dezembro de 2007




GERARD HOPKINS

POETA E PADRE JESUÍTA

(1844 | 1889)




Nasce em 1844, em Stratford, próximo de Londres. Cedo despertou para a poesia. Ainda criança, gostava de subir às alturas de um ulmeiro, que se encontrava no jardim de sua casa e daí contemplar a paisagem.

Aos dezoito anos entra em Oxford, em estudos clássicos. Esta universidade encontrava-se marcada por uma das suas mais controvérsias figuras, John Henry Newman, sacerdote Anglicano convertido à Igreja Católica. O ambiente controverso, as disputas religiosas que Hopkins foi encontrar em Oxford e a sua própria luta interior em busca de um sentido, levaram a que, também ele, se aproximasse da igreja de Roma. Isso acontece em Julho de 1866.

Depois da sua conversão escreve a seu pai: …não posso lutar contra Deus que me chama à sua Igreja.

É desta fase este seu poema:

And minor sweetness scarce made mention of:

I have found the dominant of my range and state –

Love, O my God, to call Thee Love and Love


Terminado o curso e depois de um longo processo de discernimento, entra no noviciado da Companhia de Jesus, em Setembro de 1868. Estudou filosofia e foi professor de retórica dos estudantes jesuítas (1873-1874). A sua técnica poética deve-se muito a estes anos como professor de retórica. No ano seguinte, em 1875, é enviado a estudar teologia no colégio de San Beuno na Costa de Walles. Diz ele que, esta foi a terra que mais o inspirou. É aqui que Hopkins escreve o seu grande poema: O Naufrágio do Deutschland. Há nove anos que não escrevia poesia.


THOU mastering me

God! Giver of breath and bread;

World’s strand, sway of the sea;

Lord of living and dead;

Thou hast bound bones and veins in me, fastened me flesh,

And after it almost unmade, what with dread,

Thy doing: and dost thou touch me afresh?

Over again I feel thy fingerand find thee.

(The wreck of the Deutschland, part the first, 1)


Gerard Manley Hopkins foi um inventor que revolucionou a linguagem poética, um dos precursores das rebeldias estéticas dos modernistas. O poeta-jesuíta não conheceu a fama em vida. A sua poesia chegou até nós graças a Robert Bridges, seu grande amigo.

Morre em 1889, com quarenta e cinco anos. Na Abadia de Westminster foi colocada uma lápide sua, entre os grandes poetas ingleses.

3 comentários:

Bruno disse...

Muito obrigado Fernando por nos fazeres viajar até ao mundo da poesia. Fico com vontade de ler Hopkins.

Anónimo disse...

Parabéns pelo vosso blogue! Começa, finalmente, a melhorar.
Rezo por vós, para que cresçais cada vez mais em Sabedoria (divina), em Graça, no Amor a Deus, na FÉ - fortalecida por uma oração ininterrupta e por uma comunhão forte com JESUS -, no serviço generoso à Igreja e à humanidade sedenta de paz e de felicidade.
Que toda a vossa vida, o vosso comportamento e as vossas palavras sejam de Deus - n'Ele tenham o seu princípio e o seu fim - pois do mundo já há muitas!… (É impossível não o serem quando de facto há uma verdadeira comunhão com Ele. Quem ama não sabe falar de outra coisa que não seja o Amado). Só assim podereis ser portadores dessa luz que é Cristo e deixar que ela passe através de vós para os outros, deixareis que ELE aja livremente e sem qualquer obstáculo em vós, para fazer o que bem Lhe aprouver.

Bom e santo Natal!

Vossa pequena irmã em Cristo - uma desconhecida, na grande família da santa Igreja, que conta com as vossas orações.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,