12 de janeiro de 2008

Retiro....



[No passado dia 5 estivemos de retiro... Eu estava a precisar! O Natal foi muito intenso... Como sempre! Já mais para o final do dia, estava na capela de Sto Inácio, na nossa casa de Soutelo e escrevi algo... Não tinha ideia de publicar, mas depois de ter partilhado com algumas pessoas pensei: porque não? E aqui vai... Não alterei nada do texto... A parte final, em negrito, é o excerto de uma oração de Fernando Pessoa... Os links a meio do texto são para o vídeo "Juntos... vimos o mundo" e para a oração do P. Arrupe.]

2008.Jan.05

Ir... Buscar... Sou em caminho. Encontrar o desconhecido que se revela com o abrir dos olhos... O ver que abala, inquieta, tira o cómodo na busca do mais que intensifica o olhar...
Quero conhecer-Te para viver. Não me interessa uma sabedoria sem vida, apenas fechada no intelecto das certezas. E as dúvidas que permitem o aumento da fé? O mundo concentra-se na objectividade do que está dado e adquirido. Será assim?

Chega de esquemas farisaicos de perda de identidade em nome de sabe-se lá do quê.
O Abraço divino acontece com o despertar do meu conhecimento interno, conhecendo-me com abertura conheço o mundo que se revela e O revela...


Saber ---> Sentir! Todas as certezas sobre o Amor e nenhuma é desperta na vivência, no consolo de que somos amados e salvos...


Ah! Que grito que quero soltar... Sentir-Te descaradamente em cada esquina, em cada olhar, em cada desejo, saltando de esquemas rigoristas em que tudo está alicerçado no ritual estabelecido. E o ritual da vida do outro lado do mundo? Tão diferente e tão igualmente certo. E a pessoa que vive sabedorias diferentes, marcada por uma história de vida que pouco ou nada conjuga com a doutrina estabelecida? Dizes-nos a cada instante para perdermos o medo e o que se vê é o passo que não é dado...


O que queres de mim? Sinto-te a me pedir para dar saltos, em passos coreográficos diferentes do habitual... Tens-me preparado como ainda o fazes... E não é para longe, é para muito perto... Saltos que permitem a renovação. Encarnar tornar o corpo, a carne mais vivos. Deixar desabrochar a fé encarnada do humano, sem pudores, medos, vergonhas. Tu és corpo, és carne em cada um de nós. Chega de ter medo!


Arrisca! Tu és +!


Senhor, passando-me pelo pensamento a oração do P. Arrupe, peço-te torna-me ainda mais louco! Louco por ti e a fazer santas loucuras em teu nome. Loucuras que me peças... Quero ouvir-Te, e não ter medo de ser louco aos olhos do mundo, mesmo (e sobretudo) do mundo eclesiástico. Nalguns pontos tão vazio de ti. Tenho muito a aprender, mas já muito é demasiado claro. O mundo grita por Ti e nós não estamos a dar resposta.

Há um passo fundamental: Amar! Ser capaz de me amar com o que sou, amar-Te e amar os outros também com o que são... O Amor leva ao perdão... O Perdão leva à vida... A Vida leva à comunhão, que mais não é que o Teu Corpo feito carne em nós!


Quero Viver isto... Quero viver o Amor, o Perdão, a Vida, a Comunhão...


Senhor que és o céu e a terra, a vida e a morte, o sol és tu, a lua és tu e o vento és tu também... Onde nada está tu habitas, onde tudo está o teu templo, eis o teu corpo. Dá-me alma para te servir e alma para te amar... Faz com que eu saiba amar os outros como irmãos e te servir como a um pai...


Arrisca! Sê +!

8 comentários:

Anónimo disse...

“Salta-se” sempre em risco quando se publica qualquer coisa assim de tão… pessoal. Assim to pediam: “Arrisca!”
Se acreditamos na plenitude que é Viver (com toda a dimensão ontológica que nela está intrincada), ficam poucas dúvidas – talvez as mais covardes – sobre os caminhos que se trilham… cada um deles com o seu “quê” de VERDADE.
Entre “seres” em caminhos, fica, em tons de azuis arrojados, a vontade de abarcar o Infinito, nas formas que o quiseres moldar…

Anónimo disse...

Olá filósofo!
Muito bela imagem.
Muito bom pensamento.
Obrigado para os links.

odracirdias@iol.pt disse...

Muito bom...Parabéns...
De facto, e parafraseando o que dizes "...Quero conhecer-te, para viver...". É sem dúvida fundamental.
Grande abraço, Ricardo

João Delicado, sj disse...

Grande Paulo!
Obrigado.
Abraço!
Deli.

Anónimo disse...

Olá filósofo!
Acrescento (-> 2. comentário):
Obrigado para os links e claro obrigado tambem para a muito bela imagem e muito bom pensamento. :))

Fernando Cardoso disse...

Conheci-te e sei que não foi por acaso...ouvi-te com atenção...refleti. Tasmbém eu estava num retiro de Yoga... hoje, após ter recebido o teu mail e lido este arrojado, sentido e verdadeiro post, não podia deixar de te dizer. Parabéns. São pessoas como tu, com interior inquieto e pouco resignado, que fazem o mundo evoluir...em direcção ao nosso ser supremo cuja bondade e Amor impedem juizos de valor...

Fernando Cardoso disse...

Conheci-te e sei que não foi por acaso...ouvi-te com atenção...refleti. Também eu estava num retiro de Yoga... hoje, após ter recebido o teu mail e lido este arrojado, sentido e verdadeiro post (digo isto pois partilho das idéis nele descritas), não podia deixar de te dizer. Parabéns. São pessoas como tu, com interior inquieto e pouco resignado, que fazem o mundo evoluir...em direcção ao nosso ser supremo cuja bondade e Amor impedem juizos de valor...

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,