29 de maio de 2008

Quero sonhar



Esta noite, este negrume, o escuro que me envolve perturba-me a visão…

Muita gente… Oiço muita gente, vinda de longe, a caminhar para algum lugar…

Eu já não caminho. Não venho, nem vou. Estou parado, amedrontado, sem forças para onde ir.

Quem sou eu? Quem sou eu? Talvez já não saiba responder. Tantas fantasias, tantos apelos, tantos desejos que me envolviam, abafavam, aniquilavam… Quis eu um dia livrar-me deles. Dei-lhes um grito. Gritei tanto, tanto! Eles foram voltando aos seus esconderijos. O mundo estava tão bem assim, simples, tão igual, tão fortemente igual. Para quê mudar? Para quê perturbar o que está quieto?

Não quero sonhar, não quero. Quero que me deixem em paz, no meu recanto, na minha solidão.

Quem sou eu? Quem sou eu? Talvez o homem que não sabe sonhar.

Romper a realidade, derrubar barreiras, elevar a minha vida ao sublime de mim mesmo… Não sei, não sei. Tenho medo. Não posso arriscar. Não sei confiar.

Agora choro, grito, desespero. Não soube sonhar, não soube romper as cordas que me envolviam. Não soube mudar o mundo. Acomodei-me. Tive medo do que fossem pensar. Quis seguir o redil. Mas…quero acreditar outra vez! Se este mundo é assim parado, eu não quero ser dele.

Onde estás? Onde estás que não Te vejo? Tu, que rompes o impossível, que moves todos os montes, por onde andas? Porque Te voltei as costas? Porque pensei que o mundo estava bem assim, que não valia a pena fazer mais?

Faz-me sonhar! Faz-me extrapolar! Faz-me sair deste jugo que me faz ser pó e nada mais! Quero ser mais! Quero ser mais!

Se não sonho, para onde vou? Se não consigo acreditar, diz-me onde estou?

Vem, vem para perto… Dá luz a esta noite, abriga-me do escuro que me faz tremer, da incerteza de mim que me faz parar.

Estou à espera. Estou à espera.

Quero sonhar! Quero sonhar!

6 comentários:

Pequena irmã em Cristo disse...

Rui,

Este texto consegue exprimir aquilo que muitas vezes sinto. Gostei muito!

Parece que por vezes se apodera de n�s uma "noite", uma "tempestade", umas densas trevas que nos envolvem e obscurecem at� as mais inef�veis e fundamentais verdades, sentindo-se, at� um certo desespero e essa vontade de gritar e, depois, de se render ante as trevas� Mas n�o! Um Crist�o tem de prosseguir amando, quer na alegria quer na tristeza, quer na f� sentida e alegre quer nas d�vidas e nos desesperos expressos nas suas mais variadas formas: de f� do sentido da exist�ncia humana, do mundo, de Deus, etc.

H� que "querer mais", sonhar com mais! Muitas vezes parece que surge a tenta�o de "seguir o redil", o igual, o mais vis�vel e comum, e o sonho tende a se esvair� Chamo sonho a uma realidade que nos transcende estando ao mesmo tempo t�o presente e t�o pr�xima: a Deus. E porque ser� que dizemos que n�o vemos? Porque a F� � para a alma �noite escura que quanto mais obscurece tanto mais luz d�, e que exige um "morrer" a tudo o que n�o � Ele para Ele mais Se dar, como diz S. Jo�o da Cruz no seu livro: Noite Escura.

V�-Lo nos outros, mas v�-Lo, acima de tudo, na Eucaristia: no Sant�ssimo Sacramento!... Render-se ante o Mst�rio� Abandono � Entrega � Uni�o d'Amor; e v�-L'O em n�s que fomos "criados � imagem e semelhan�a de Deus" e que somos templos da Sant�ssima Trindade e a� no mais profundo do nosso ser, adorar, amar, louvar a grandeza deste Deus que em Seu Filho nos chamou das trevas � Sua Luz admir�vel. Amar, na paz de um cora�o puro; deixar-se amar por Aquele que nos ama infinitamente, que nos purifica, santifica e nos eleva � dignidade de Seus filhos, no Filho.

Penso que o grande desafio, para todos, � estar neste mundo, com simplicidade, mas tendo consci�ncia, viva e real, de que somos "peregrinos e estrangeiros" e que a nossa verdadeira P�tria est� nos C�us, para al�m do V�u da F� onde o que reinar� ser� o Amor que jamais passar�.

�� noite que guiaste,
� noite am�vel mais do que a alvorada:
� noite que juntaste,
Amado com amada,
A amada no Amado transformada!�

S. Jo�o da Cruz (in Noite Escura)

Em Jesus,
Pequena irm� em Cristo

Pequena irmã em Cristo disse...

Rui,

Este texto consegue exprimir aquilo que muitas vezes sinto. Gostei muito!

Parece que por vezes se apodera de nós uma "noite", uma "tempestade", umas densas trevas que nos envolvem e obscurecem até as mais inefáveis e fundamentais verdades, sentindo-se, até, um certo desespero e essa vontade de gritar e, depois, de se render ante as trevas… Mas não! Um Cristão tem de prosseguir amando, quer na alegria quer na tristeza, quer na fé sentida e alegre quer nas dúvidas e nos desesperos expressos nas suas mais variadas formas: de fé, do sentido da existência humana, do mundo, de Deus, etc.

Há que "querer mais", sonhar com mais! Muitas vezes parece que surge a tentação de "seguir o redil", o igual, o mais visível e comum, e o sonho tende a se esvair… Chamo sonho a uma realidade que nos transcende estando ao mesmo tempo tão presente e tão próxima: a Deus. E porque será que dizemos que não vemos? Porque a Fé é para a alma «noite escura que quanto mais obscurece tanto mais luz dá», e que exige um "morrer" a tudo o que não é Ele para Ele mais Se dar, como diz S. João da Cruz no seu livro: Noite Escura.

Vê-Lo nos outros, mas vê-Lo, acima de tudo, na Eucaristia: no Santíssimo Sacramento!... Render-se ante o Mstério… Abandono – Entrega – União d' Amor; e vê-L'O em nós que fomos "criados à imagem e semelhança de Deus" e que somos templos da Santíssima Trindade e aí, no mais profundo do nosso ser, adorar, amar, louvar a grandeza deste Deus que em Seu Filho nos chamou das trevas à Sua Luz admirável. Amar, na paz de um coração puro; deixar-se amar por Aquele que nos ama infinitamente, que nos purifica, santifica e nos eleva à dignidade de Seus filhos, no Filho.

Penso que o grande desafio, para todos, é estar neste mundo, com simplicidade, mas tendo consciência, viva e real, de que somos "peregrinos e estrangeiros" e que a nossa verdadeira Pátria está nos Céus, para além do Véu da Fé onde o que reinará será o Amor que jamais passará. As incertezas são uma prova onde a Graça de Deus quer operar para dar Certezas.

«Ó noite que guiaste,
Ó noite amável mais do que a alvorada:
Ó noite que juntaste,
Amado com amada,
A amada no Amado transformada!»

S. João da Cruz (in Noite Escura)


Em Jesus,
Pequena irmã em Cristo

alfredo dinis disse...

Caro Rui,

Belo poema!

P. Alfredo

O2T disse...

Mt belo! Tb quero sonhar.

viviane monteiro disse...

Belo poema!...às vezes sentimos que tudo é inefasto dentro de nós,e que somos pequenos e fracos,mas diante do véu da fé, podemos contemplar a magnitude da perfeição de Deus que opera dentro daqueles que o amam e seguem seus ensinamentos...como dizia Sta.Teresa dos Andes..."DEUS É A FONTE DE ALEGRIA INFINITA".faço dela as minhas palavras...

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,