23 de outubro de 2008

A oração e a fotografia
fotos de: Luís Violante
Fernando Ribeiro



No fim-de-semana passado estive envolvido numa experiência “pioneira” - rezar com a fotografia.


Antes da máquina, o olhar, a abertura interior ao mundo que nos rodeia. De seguida, o registo fotográfico e a partilha. Era esta a proposta.


Entre o olhar e o fotografar há muitas similitudes. Quem não experimentou, já, olhar como quem fotografa? Mas agora, nesta proposta, tratava-se de fotografar, não só a partir do olhar mas também a partir de uma atenta escuta interior.


A proposta teve por inspiração os exercícios espirituais de Inácio de Loiola. Ao longo do dia fomos alternando tempos de meditação sem máquina fotográfica com outros momentos onde era usada a máquina fotográfica, de forma a registar imagens que pudessem exprimir o que tinha sido vivenciado. No final do dia, na tranquilidade da capela, as fotografias foram mostradas e comentadas.


3 comentários:

Pequena irmã em Cristo disse...

Durante o pouco tempo que frequentei a CVX (era tão caladinha! Era a mais novinha e os outros já universitários)recordo-me duma experiência que me marcou muito e que foi precisamente quando o Padre assistente colocou diversas fotografias para escolhermos, mas sem dizer o porquê. Ao fim disse-nos para levarmos as fotografias connosco e a partir delas fazermos a nossa reflexão. Aí empenhei-me com muito amor. Já não estive caladinha!... Escrevi uma oração relacionada com cada imagem, colocando antes o tema, enfim... Depois disse-nos para ficarmos para sempre com elas. Uma representa a natureza, uma bela paisagem com um lago, árvores com as folhas reclinadas sobre a água e nesta o reflexo do sol; outra: um homem, "peregrino" nos caminhos do mundo, talvez ainda longe do Caminho verdadeiro. Caminha só, pensativo e fumando, cerca-o um ar de nevoeiro... Está frio... Parece anoitecer - tem de encontrar a Luz; a outra: centenas de militares - a dor a guerra... o desejo da Paz.

Espero não ter sido aborrecida com esta "partilha".

Em Jesus

ERute disse...

Percebi o porquê de levar a minha máquina fotográfica quando me retiro do mundo...

E já o tinha sentido, rezar com as fotos.

O ano passado fiz a experiência engraçada de escrever na areia as frases que mais me tinham tocado e fotografá-las, dessa forma sinto-me a rezar e junto de Deus.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,