7 de fevereiro de 2009

Sobre a diferença entre ‘dar o corpo ao manifesto’ e ‘dar corpo ao manifesto’

Creio que na Liturgia da Palavra deste domingo somos chamados, de uma forma muito simples e directa, a rever a nossa visão e forma de estar em diversos pontos da vida. É certo que todos os domingos nos trazem ao de cima esta necessidade de mudança, contudo desta vez o evangelho pede-nos que repensemos até a nossa visão sobre as sogras.


Uma Sogra Surpreendente | O evangelho deste Domingo fala-nos da sogra de S. Pedro. Diz o texto que ela “estava de cama com febre” e que Jesus, aproximando-se dela, levantou-a pela mão e a febre deixou-a. Podemos pensar facilmente: ‘Isto é que é um Filho de Deus à maneira, olha mais um milagre. Este Jesus é sempr’ andar!’ O facto é que o evangelho segue e diz o seguinte: “A febre deixou-a e ela começou a servi-los.” Aqui reside a primeira diferença entre ‘dar o corpo ao manifesto’ e ‘dar corpo ao manifesto’. Quem dá o corpo ao manifesto oferece o que quer e lhe apetece, porque quer e lhe apetece. É o maior! Quem dá corpo ao manifesto, dá do que recebeu, por outras palavras restitui livremente aquilo que recebeu no que lhe foi manifesto por Deus. Faz-se o menor... Diante desta manifestação da ternura de Deus, exteriorizada na cura da sogra de Pedro, “ela começou a servi-los”. Foi transparência externa do que lhe foi manifesto. E nós? Ao recebermos algo que confiamos ser de Deus, se depois não servimos, das duas uma: ou não era de Deus, ou sou eu que, por negligência, não ponho os meios para viver o que me foi concedido. E, sabendo que só os medíocres é que estão sempre na sua máxima forma, o que é que eu posso e devo fazer para servir mais e melhor, ‘dar corpo ao manifesto’?


Vida Espiritual | Ultimamente tenho-me deparado com imensos artigos sobre meditação transcendental. Apelam a uma vida espiritual que equilibre a pessoa, a fim de vivermos em todos os níveis e patamares da existência. Ora, antes de Jesus curar a sogra de Pedro e antes de partir para outras terras a fim de anunciar a Boa Nova do Reino, Jesus reza. Antes de partir para “outros lugares… a fim de pregar”, Jesus sai muito cedo, a um sítio isolado, para rezar. Isto serve-nos de prova como a profundidade espiritual não se trata de uma concepção teórica e esfumada, mas uma relação de seguimento, em amizade com um Deus que, na intimidade, nos manda ao concreto. Lembra-nos igualmente que a vida de oração e de serviço, não são propriamente momentos de ‘spa’ espiritual. São antes o lugar onde o serviço está para a oração como o vidro da lâmpada está para a luz (quando está ligada, claro). Pela oração, Jesus decidiu ir anunciar a tal Boa Nova que para muitos foi, e que talvez deveria ser mais para nós, fonte de inconveniência. Por esta relação de Jesus com o Pai podemos entender que a profundidade espiritual não é um lugar abstracto onde ‘eu cá me arranjo’, nem pode ser comparado à impassibilidade de um ‘fundo do mar’ qualquer. Deve sim ser comparado ao centro da terra, porque é o espaço que dista o mesmo de todos os lugares. A vida espiritual não será então algo que se tem quando se pode, mas um lugar onde se está e a partir do qual se operam e reconhecem milagres, se unem em Deus as vontades, se repousam as esperanças de algo melhor na promessa de Deus. Promessa de todos, feita a cada um, que nos atrai a um caminho incerto mas objectivo, a saber: ‘dar corpo ao manifesto’.




3 comentários:

Anónimo disse...

Muito bom. Obrigado. Gostaria apenas de vos lançar uma pergunta: se a minha sogra tiver uma valente febre, porventura faria alguma coisa da vida? Fica no ar... brincadeirinha

falconeti disse...

qual é o meu espanto ao ler um blog ,que leio todos os dias(cidade eterna) ,leio um comentário de um Missé.....hum!!!este nome não me é estranho....Fui pesQuisando e cheguei a outro blog(não foi mto dificil). Companhia dos Filósofos....Claro encontrei mais dois nomes que não me são nada estranhos.....Ricardo e João
FIquei mto contente porque passamos a ter um meio de comunicarmos várias vezes(Visto que eu perdi o papel pequeno que voçês me deram com os endereços do mail).Julgo que ainda se recordão de mim ,foi pouco tempo mas fizemos vários trabalhos juntos na vossa passagem pela covilhã. Peço desculpa por isto não ser um comunicado mas uma forma de começarmos a comunicar
bjs para todos
Falconeti

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,