1 de março de 2009

É uma questão de tempo

Alinhar à esquerda Saber esperar revela uma sabedoria esplêndida e uma maneira de estar lúcida sobre a vida. Não raras são as vezes em que gabámos a paciência de outra pessoa quando, inadvertidamente, se revela esta capacidade de espera serena pelo que está para vir.

No Evangelho deste Domingo, o primeiro do tempo quaresmal, Jesus aparece-nos precisamente inserido neste dinamismo de expectativa pelo seu tempo, pela sua hora. Os quarenta dias de deserto são simbólicos e pretendem revelar esta necessidade tão premente de nos retirarmos do nosso ambiente habitual para centrarmos o nosso coração no essencial.
A Quaresma aparece no horizonte de um cristão como um tempo de paragem. Todavia esta paragem não se revela estática. Muitas vezes achamos que o silêncio ou o facto de estarmos parados ou sozinhos é um tempo desaproveitado, no qual não estamos a fazer nada de produtivo. Hoje sentimos uma necessidade abrupta de estar a fazer coisas. Não nos sentimos úteis ou capacitados se não estivermos activos. Esta actividade visível aparentemente esconde uma outra atitude, também ela essencial nas nossas vidas: a oração.
Todos precisámos de parar por vezes, isto num horizonte de fé ou sem ele. Aproveitar o nosso tempo é também usar da sabedoria de nos retirarmos do mundo, de nos distanciarmos das pessoas e situações quotidianas para melhor avaliar com lucidez os passos do nosso caminho, as nossas atitudes e decisões.
O Evangelho deste Domingo revela-nos um Jesus em diálogo profundo com Deus, que não deixa de ser tentado para se desviar do caminho que lhe era indicado. O Messias heróico que vemos surgir nas Escrituras era um homem de carne e osso, que vivia igualmente inserido numa teia complexa de relações e acontecimentos que o afectavam e marcavam. Na sua vida mostrava esta necessidade de se retirar para um lugar silencioso de forma a poder confrontar aquilo que vivia, dando tempo e espaço para Deus se revelar na sua vida. Não é, contudo, um tempo fácil por isso muitas vezes preferimos fugir deste confronto. Colocar-mo-nos de frente perante o nosso rumo, as nossas faltas de liberdade ou as decisões mal tomadas, faz-nos chocar com a nossa fragilidade e limite. O orgulho de nos sentirmos hiper-seguros de nós mesmos, sem dúvidas ou hesitações, dura pouco quando embatemos com a nossa própria realidade. O que Jesus nos pretende revelar é esta sabedoria de sermos autênticos, de nos colocarmos diante d'Aquele que nos criou e nos ama infinitamente, e sermos exactamente aquilo que somos. Para este processo ser uma realidade é necessário parar para nos situarmos. É isso o tempo de deserto!
A aliança que Deus revela para com a humanidade, retratada no episódio do dilúvio universal, aparece nítida na pessoa de Jesus. É preciso parar para arrancar, fazer um parênteses para melhor decidir. O tempo que agora se inicia oferece-nos uma proposta de reflexão profunda na nossa situação actual. Que situações, relações ou atitudes preciso de repensar de forma a ser mais livre e autêntico? Que caminhos novos devo trilhar para me recolocar verdadeiramente diante daquilo que sou? O que posso, em concreto, mudar?
É tudo uma questão de tempo. Para avançar é necessário parar, recuperar as forças, olhar de cima para o vale de forma a saber onde estou. Assim, quando estiver a preencher a minha agenda não posso deixar de reservar o tempo para mim, o tempo do deserto, o tempo para Deus, Aquele que me revela quem sou.

1 de Março de 2009 – Domingo I da Quaresma

LEITURA I: Gen 9, 8-15
SALMO RESPONSORIAL:
25 (24)
LEITURA II:
1 Pedro 3, 18-22
EVANGELHO: Mc 1, 12-15




3 comentários:

Nuno disse...

É importante sermos lúcidos.
A vida é difícil, há surpresas que nos ultrapassam muitíssimo, temos limitações que nos tornam frágeis e... temos a obrigação de procurar a nossa felicidade!
Para ajudar a resolver esta difícil e sempre nova equação, o silêncio ajuda imenso! O deserto deve convidar-nos a olhar para Deus e a tentar perceber o que Ele nos quer dizer.

Anónimo disse...

spring Take a piece of me

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,