16 de março de 2009

Maus ventos no Tibete

Foi há cinquenta anos que os Tibetanos realizaram uma revolta para se libertarem do jugo Chinês. Para os Chineses, aquela zona dos Himalaias(Tibete) é uma parte inalienável do seu pais.
No entretanto o governo tibetano continua no exílio na Índia, sob a liderança do Dalai Lama, que mantém firme a sua recusa a render-se à ocupação Chinesa.

Mas agora os ventos sopram contrários ao Tibete, a China continua a aumentar a sua influência internacional e agora muitos estados estão relutantes em oferecer apoio à causa Tibetana.
Mas a grande incerteza do Tibete, está na sucessão do Dalai Lama.
Este desconhecimento, esta sombra, sobre quem irá ser o sucessor do Dalai Lama está a alimentar medos sobre o futuro do Tibete, assim como da estabilidade politica chinesa.
O destino de aproximadamente 120 000 Tibetanos exilados na Índia mantém-se uma incerteza, ao mesmo tempo que a Índia começa a retirar o seu apoio aos mesmos, com o intuito de melhorar as suas relações com a China.

Como se devem recordar, no ano passado antes do começo dos jogos olímpicos, alguns grupos de tibetanos manifestaram-se contra a ocupação chinesa, atacando lojas chinesas e mantendo muitos confrontos com a polícia por todo o Tibete.
Por isso neste aniversário da revolta Tibetana, a China preveniu-se, e tomou algumas medidas para abafar os protestos tibetanos. Fechou a capital do Tibet, Lhasa, e guarneceu o local com milhares de tropas, fechou as fronteiras, e negou a entrada aos estrangeiros.

A China olha para o Tibete como uma sociedade feudal e supersticiosa que lhe pertence de todo o direito.
Argumenta internacionalmente a sua posse, com factores históricos e económicos, afirmando que o Tibete progrediu devido ao domínio Chinês, e que a província muito tem a ganhar fazendo parte da China. Contudo o ultimo relatório dos Direitos Humanos, do Departamento de Estado dos Estados-Unidos, afirma categoricamente que o nível de repressão chinesa aos budistas tibetanos aumentou dramaticamente, durante o último ano.1
No Relatório de 2008 do "CONGRESSIONAL-EXECUTIVE
COMMISSION ON CHINA"2 do Governo dos Estados-Unidos, vem mencionado que a China está à espera que morra o actual Dalai Lama, para apontar o seu sucessor, o mesmo relatório indica que muito provavelmente os tibetanos não irão aceitar este sucessor fantoche do regime Chinês, alertando para o perigo que lhe advém na página 200 : "(...)could result in heightened risks to local and regional security for decades to come."
Também numa entrevista que o Dalai Lama deu o ano passado que podem ver na integra aqui ele revela o receio que tem pelo futuro do Tibete após a sua morte.3

Mas a própria China percebe o problema que tem nas suas mãos, por um lado não quer dar mais autonomia ao Tibete, com receio que esta concessão venha a trazer no futuro outras concessões, por outro lado a China nega-se a restituir a independência do Tibete. E no entretanto vai mantendo uma grande parte da sua nação( a área do Tibete) debaixo de uma cortina militar. Será que os Chineses têm a Ilusão que o tempo será a melhor solução para anexarem os Tibetanos?
Ou será que irão acelerar o processo de migração da sua população Han para o Tibete, assim como os Russos o fizeram no Báltico durante o período Soviético?
Os últimos dados estatísticos do census de 2000, mostram que 6,1% da População do Tibete, são chineses Han, e que na capital Lhasa, já vão em 17,0%.4

Os governos de todo o mundo ainda apoiam o Dalai Lama, mas nenhum reconhece o seu governo no exílio. Talvez no futuro, os governos não apoiaram um seu sucessor e ai perde-se mais uma ancora da autonomia Tibetana.


__________________________________

  1. Relatório dos Direitos Humanos, do Departamento de Estado dos Estados-Unidos.
    http://www.state.gov/g/drl/rls/hrrpt/2007/100518.htm
  2. Relatório de 2008 do "CONGRESSIONAL-EXECUTIVE
    COMMISSION ON CHINA", em .PDF
    http://frwebgate.access.gpo.gov/cgi-bin/getdoc.cgi?dbname=110_house_hearings&docid=f:45233.pdf
  3. Entrevista do Dalai Lama
    http://www.newsweek.com/id/124365
  4. Estatísticas dos grupos étnicos no Tibete, In: "Major ethnic groups in Greater Tibet by region, 2000 census.", http://en.wikipedia.org/wiki/Tibet

3 comentários:

Xiquinho disse...

Hoje, foi o Papa, que a caminho de África, saiu-se com esta: “Não se pode resolver o problema da SIDA com a distribuição de preservativos, pelo contrário até agrava o problema.”

Leiam aqui, para depois não se dizer que é a minha forma de abordagem…

Eu só gostava que alguém me explicasse como é que vocês têm tanto respeito pela vida humana quando se trata de zigotos e embriões, ao mesmo tempo que perante uma doença que já matou milhões de adultos, demonstram total insensibilidade, quase a roçar o criminoso?

Depois digam se isto não parece que até estão a arranjar motivos para daqui a uns anos virem outra vez pedir desculpa pelas vítimas causadas por tão irresponsáveis afirmações papais?

Cumprimentos do Xiquinho e da Milu...

Nuno disse...

"Os preservativos nåo såo 100 % seguros. Assim como dåo uma ilusåo falsa de seguranca. O Papa esta preocupado com a sexualidade, como substituto da religiåo. Vivemos numa sociedade em que todos se comportam como adolescentes. Sou cidadåo dinamarques, e aqui ha uma sexualidade livre e preservativos em todos os lados e aos montes. Mas.... a sida aumenta. As doencas sexuais aumentam. As adolelscentes gravidas aumentam. Ainda por cima e popular fazer sexo sem preservativo. Com o alcool todos esquecem a "camisinha". (...)"

Este comentário vinha no Expresso (à notícia sobre as declarações do Papa).

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,