4 de maio de 2009

S. José Maria Rubio

Nasceu em Dalías (Almería) no dia 22 de Julho de 1864. Entrou no Seminário ainda jovem e foi ordenado sacerdote em 1887 em Madrid. Enquanto desenvolvia várias actividades de carácter diocesano, não deixava de atender as pessoas no confessionário, catequese, "escolas dominicais", ao mesmo tempo que se dedicava a acompanhar diversos grupos em necessidade espiritual.

Admirando de modo particular a Companhia de Jesus e chamando-se a si mesmo "Jesuíta por afeição", entrou no noviciado da Companhia em Granada e fez os primeiros votos em 12 de Outubro de 1908; trabalhou depois em Sevilha, onde desenvolveu grande actividade apostólica; depois de três anos em Manresa (Barcelona), voltou a Madrid.

A capital espanhola foi o seu novo campo de apostolado. Era procurado por muita gente, que atraía pelas suas pregações, porque vivia o que pregava. O seu lema era: "Fazer o que Deus quer e querer o que Deus faz". Organizou e orientou diversas missões populares em Madrid. Quis fundar um instituto, "Os Discípulos de São João", mas foi impedido de o fazer, aceitando a proibição com estas palavras: "não procuro outra coisa além do cumprimento da santíssima vontade de Deus".

A sua dedicação ao Sacramento da Reconciliação e à orientação espiritual alcançou-lhe tal fama que chegava a ser necessário esperar várias horas para ser atendido por ele em confissão. Dedicou-se ao trabalho social num dos bairros mais pobres de Madrid e preparou leigos para satisfazer mais eficazmente às necessidades dos mais desfavorecidos. Frequentemente alvo de perseguições e intrigas, acabava por impressionar mesmo aqueles que se opunham ao seu serviço. Foi formador de muitos cristãos que sofreram o martírio no tempo da perseguição religiosa Ficou conhecido como o "Apóstolo de Madrid". Morreu a 2 de Maio de 1929. Foi beatificado em Roma no ano de 1985, e canonizado em Madrid Pelo Papa João Paulo II a 4 de Maio de 2003.

Deixo uma pequena frase de S. José Maria Rubio que talvez possa ajudar-nos a aferir os critérios que orientam a nossa vida: No final da vida resta-nos apenas a santidade.

4 comentários:

Amália Vieira disse...

Bom dia Caro Bruno,
Atravéz do seu artigo fiquei a conhecer algo sobre a vida de S.José Maria Rubio, q desconhecia.
A frase q nos deixou "no final da vida resta-nos apenas a santidade", esta frase lembrou-me o meu pai q se encontra com 88 anos vésperas de 89, frágil mas ainda com alguma lucidez.
Vejo nele alguns sinais de santidade que lhe desconheci ao longo da vida.
Mais doçura, compreensão, paciência, gosto pela oração, vontade de ajudar alguem com menos forças do q ele...
Leio os seus artigos como dos seus colegas, com muito agrado e deles tiro sempre alguma lição de vida ou algum esclarecimento. São para mim uma catequese.
Obrigada.
Um abraço
Amália

Bruno disse...

Cara Amália,
Agradeço muito o seu comentário cheio de entusiasmo e generosidade. Fiquei tocado pelo testemunho que deixou propósito do seu pai e dos sinais de santidade que nele observa. De facto, julgo que as nossas vidas estão cheias de Deus e dos seus sinais. Nós é que muitas vezes não somos capazes de os perceber.

Outra vez muito obrigado.

Um abraço,

Bruno

Anónimo disse...

diet Take a piece of me

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,