22 de setembro de 2010

Educação, Ciência e Religião


O livro pretende responder às seguintes 19 perguntas:

1. As reflexões neste livro permitem-nos uma forma racional de ser religioso?
2. O primeiro homem e a primeira mulher foram, de facto, Adão e Eva?
3. A teoria do Big Bang é compatível com a perspectiva cristã acerca da criação do universo, tal como vem narrada no Livro do Génesis? E o que existia antes do Big Bang? 0
4. À medida que a ciência avança a religião vai perdendo espaço? .
5. Qual é o papel das questões éticas na relação entre a ciência e a religião?
6. Na Idade Média a religião prejudicou o progresso científico?
7. Galileu foi pressionado para negar, o que era para ele
uma evidência científica, o movimento da Terra?
8. A mecânica quântica, com o indeterminismo a ela associado,
pode ter alguma ligação com a religião?
9. O cérebro e as emoções são estudados de forma científica, com algumas conclusões objectivas. Com o progressivo conhecimento do cérebro poderemos nós, humanos, vir a ser absolutamente previsíveis?
10. A inteligência artificial ameaça não só o homem mas
a religião?
11. Que implicações têm os desenvolvimentos científicos,
na filosofia e na religião? A religião tem «medo» da ciência?
12. A religião ou a ciência «proíbem» a existência de extraterrestres?
13. As questões ambientais estão na ordem do dia. O que a religião tem a dizer sobre os problemas da sustentabilidade da Terra?
14. Que contributos podemos esperar da Neuroteologia?
15. A ciência ajuda a enquadrar fenómenos como as aparições de Fátima?
16. Os alquimistas procuravam a pedra filosofal. Esta procura tinha algum sentido?
17. Pode defender-se a teoria da evolução e ao mesmo tempo acreditar em Deus?
18. A religião, com as suas posições sobre sexualidade, é obstáculo à saúde pública, nomeadamente no que diz respeito à sida?
19. Muitos não crentes defendem, legitimamente, as suas posições. Que argumentos/atitudes pode ter um crente perante os não crentes?

Há dois tipos de respostas para cada pergunta, uma mais breve e simples, outra mais longa e complexa. No final de cada resposta inserem-se algumas questões para debate e uma bibliografia sumária.

8 comentários:

Anónimo disse...

Ciência explica como Moisés separou o Mar Vermelho.

Eis a diferença entre crenças do não natural e o (des)conhecimento da natureza.

Mais um milagre explicado?

Seriam milagres ou conhecimento da natureza de alguns, poucos, membros de uma elite?

http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/modelo+de+computador+explica+como+moises+separou+o+mar+vermelho/n1237781475212.html

Nuno disse...

Há milagres por toda a parte!

Joao disse...

Aposto que eu tenho respostas diferentes para essas perguntas.

E aposto que os beneficios da religião são relacionados com questões paralelas à existencia de deus.


Como terem queimado a biblioteca de alexndria e terem monopolizado o conhecimento durante a idade media, quer fisicamente (com o poder que tinham guardavam os livris todos, era preciso ir para a igreja para estudar), quer por censura.

alfredo dinis disse...

Caro João,

O livro pretende dar a conhecer a posição dos católicos em muitas áreas, posição que mesmo para alguns católicos poderá ser surpreendente em alguns aspectos.

Naturalmente, não espero que as posições do livro coincidam com as suas, mas espero que aceite algumas coisas.

Cordiais saudações,

Alfredo Dinis

Espectadores disse...

Caro João,

«Como terem queimado a biblioteca de alexndria»

Quem é que, na sua opinião, queimou a biblioteca de Alexandria? Pode sustentar a sua afirmação com factos?

Cumprimentos,

Bernardo Motta

Anónimo disse...

Olá, poderia por favor, resumir-me em mais ou menos 10 linhas a importancia de ler este livro! é para um trabalho escolar e nao me ocorrem palavras adequadas. Obrigada.

Nuno Alves disse...

Será que me podem dizer onde estao as respostas a essas perguntas?

Nuno Alves disse...

Será que me podem dizer onde estao as respostas a essas perguntas?