16 de novembro de 2010

Os Santos das Reduções

Já é antigo, mas faz parte do imaginário de todos o filme A Missão, de Roland Joffé, com o Robert de Niro e o Jeremy Irons. A história dos padres jesuítas que foram para as Américas movidos pela sua paixão por Jesus Cristo, com o desejo de O anunciar àqueles que encontrassem. Com os índios Guaranis, construíram as Reduções, aldeias em que os defendiam da colonização e lhes ensinavam o Evangelho. Eram os padres que tocavam flauta, pintavam, construíam casas, escolas e igrejas. São padres com um verdadeiro nome e uma verdadeira história e, hoje, a Companhia de Jesus e toda a Igreja celebram a sua vida. São os Santos Roque Gonzàlez, Alonso Rodriguez e Juan del Castillo, jesuítas. Eis uma breve biografia de cada um destes Companheiros de Jesus.

Roque Gonzàlez y de Santa Cruz nasceu em Assunção (Paraguai), em 1576. Filho de nobres espanhóis, cresceu no Paraguai juntamente com os nativos. Assim, enquanto era educado na fé cristã, aprendeu os costumes e língua nativos. Estuda com os jesuítas, mas é ordenado sacerdote diocesano, com 23 anos e tem claro que a sua missão é entre os índios. O seu trabalho é de tal maneira reconhecido, que o bispo de Assunção o nomeia responsável da catedral. Para fugir às dignidades eclesiásticas e para continuar o seu trabalho junto dos índios, entra na Companhia de Jesus, com 33 anos. Para além de grande pregador, distingue-se como arquitecto, pedreiro, agricultor e médico.

Estabelece uma estreita relação com os Guaranis e começa as famosas Reduções, sendo o responsável pela Redução de S. Inácio, onde constrói uma praça pública, casas, uma escola e uma igreja. Ensina aos índios a agricultura e o pastoreio e prega o Evangelho recorrendo a imagens, à música e fazendo procissões. Passa o resto da sua vida abrindo Reduções, anunciando a fé cristã aos índios. Embora os baptismos tenham sido poucos, os índios reconheciam em Roque e nos seus companheiros jesuítas uma grande amizade. Viviam como eles, comiam como eles e quando o tempo era de fome, também passavam pelos mesmos sacrifícios; não era colonizadores, mas guardiães dos direitos e tradições dos nativos.

Em 1619, é ele o primeiro jesuíta a entrar no território onde agora é o Uruguai, quando o chefe de uma tribo lhe pede que estabeleça uma Redução para a sua gente. Assim, em 1620, funda a cidade de Concepción.

Alonso Rodriguez nasceu em Zamora, em 10 de Março de 1598. Estudou em Salamanca, onde entrou na Companhia de Jesus e logo se ofereceu para as missões do Novo Mundo. Ainda enquanto estudava é enviado para as Américas, onde chega em 1617. Estuda e é professor em Córdoba (Argentina) e é ordenado sacerdote em 1624. Logo é destinado à evangelização dos índios guaicurus.

Juan del Castillo nasceu em 14 de Setembro de 1595, em Belmonte (Espanha). Estudou Direito na Universidade de Alcalá e entrou na Companhia de Jesus em 1614. Dois anos depois, parte – como era seu desejo – para as Américas, no mesmo barco em que ia Alonso Rodriguez. Como este, estudou na Argentina e, depois, no Chile, onde é ordenado sacerdote, em 1625.

Os três fundaram uma Redução junto ao rio Ijuhi, dedicada a Nossa Senhora da Assunção. Castillo fica responsável, enquanto Roque Gonzàlez e Alonso Rodriguez se dirigem para o actual Rio Grande do Sul (Brasil) para fundar a Redução de Caaró, em 1628. Devido aos conflitos com o líder religioso Nhéçu, Roque e Alonso são martirizados no dia seguinte à sua chegada. Um grupo de apoiantes de Nhéçu dirige-se à Redução onde estava Castillo, que sofre o mesmo martírio dois dias depois, 17 de Novembro de 1628.

No dia 28 de Janeiro de 1934, o Papa Pio XI beatifica estes três missionários, que são canonizados no dia 16 de Maio de 1988 pelo Papa João Paulo II.

1 comentário:

Sinais no Mundo... disse...

Passei por aqui...deixo-vos a Paz e o Amor de Cristo!

Convido-vos a Conhecer Chiara Luce e o seu Sim Incondicional a Deus...