25 de dezembro de 2010

Deus de Deus. Luz da Luz.

Joseph M. W. Turner; S. Giorgio Maggiore: Early Morning
1819; aquarela, 22.4 x 28.7 cm; Tate Gallery, Londres

O nosso Deus é genitivo. É de alguém… (não de ninguém) Ele pertence.

O nosso Deus é natural. É nato (não inato, e não nasce selvagem)

O nosso Deus é.

Hoje celebramos o dia em que nasceu.

E quando me perguntam “onde está o teu Deus?” eu não aponto tão facilmente para mim, mas para ti. E não aponto para um “ti” qualquer, mas, eu, aponto para Cristo.

Onde? Onde está? Onde vires luz da sua luz e onde ouvires falar d’Ele. (“de” Ele).

Feliz Natal.


Sem comentários: