20 de março de 2011

Como é bom estarmos aqui!

Jesus sobe ao Monte com três amigos e “transfigura-se” (muda de aspecto) diante deles… O homem que é capaz de amar em profundidade cada homem e cada mulher com quem se cruza, sente também necessidade de ter alguns amigos mais íntimos com os quais quer partilhar momentos especiais.

O cenário no Monte é bastante agradável: o rosto de Jesus fica «resplandecente como o sol» e as suas roupas «brancas como a luz»… Pedro, um dos amigos, chega mesmo a dizer: «como é bom estarmos aqui!» De facto, já todos nós vivemos experiências assim com aqueles amigos mais próximos: uma viagem que nunca deveria ter terminado, subir a um monte e desfrutar de uma paisagem, um fim de tarde numa esplanada no meio da cidade, ou uma noite na praia, a ver as estrelas e ficar ali, à conversa ou, simplesmente, em silêncio a desfrutar da presença do outro…

No fundo, esta é também a relação que Jesus, a partir deste Evangelho, nos ensina a viver com Ele. Neste domingo convida-nos a subirmos com Ele ao Monte para, no silêncio, nos ouvir e se dar a conhecer. É antiga a proposta da Igreja de nos desafiar à oração mais intensa neste tempo de Quaresma. A retirarmo-nos, por um momento, para estarmos inteiros com Jesus. Desfrutar da sua presença e intimidade. Simples. Mas cheia de beleza. Como dois, três ou quatro amigos que se encontram simplesmente para estar.

Depois, tal como aconteceu com estes amigos, descemos do monte e recomeça a rotina. Mas já não voltamos iguais ao que éramos antes...

Mt 17, 1-9

Sem comentários: