21 de maio de 2011

Onde houver o bem a fazer, que se faça! - Beata Maria Clara

É com muita alegria que a Igreja proclama hoje beata a Madre Maria Clara do Menino Jesus, fundadora da Congregação das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição. Ao ser proclamada beata, a Igreja reconhece publicamente, que a vida da Madre Maria Clara pode ser modelo de inspiração para todos os que procuram uma vida alegre (beato vem do latim beatus e significa isso mesmo: vida feliz!), na entrega a Deus e aos Homens.

Na celebração de hoje de beatificação, no estádio do Restelo, o Cardeal Angelo Amato refere que a nova beata foi “grande apóstola da ternura e da misericórdia de Deus” e tinha “profunda humildade”.

A beata Maria Clara do Menino Jesus nasceu a 15 de Junho de 1843, na Amadora, arredores de Lisboa. Aos 13 anos, perdeu a mãe e, um ano mais tarde, o pai, em Dezembro de 1857. A sua convivência com as irmãs Filhas da Caridade, de São Vicente de Paulo, ajudou-a a sentir o apelo de Deus e a consagrar-lhe a sua vida. Totalmente entregue ao serviço do Senhor, dizia que “só a caridade a norteava”. Considerada como uma mulher de oração, fez da sua vida uma presença de amor e compreensão, especialmente junto dos mais necessitados. Partiu para junto de Deus aos 56 anos, a 1 de Dezembro de 1899. E é neste mesmo dia que será celebrada todos os anos a festa litúrgica da beata Madre Clara.

Celebremos com alegria este dia em que se proclama beata a vida de alguém que deixou como lema: “Onde houver o bem a fazer, que se faça!

(fontes: http://www.agencia.ecclesia.pt e http://www.fatimamissionaria.pt)

Sem comentários: