11 de julho de 2011

Geração JMJ [jornadas mundiais da juventude]

O que procuram tantos jovens? Por que é que os atrai a mensagem da Igreja Católica? O que se faz numa JMJ? Recém publicado em Portugal, o livro Geração JMJ – 25 anos das JMJ – 25 histórias pessoais procura responder a estas perguntas.



Recém-publicado pela Editorial Apostolado da Oração de Braga (Portugal), a obra é de autoria das espanholas Cristina Larraondo Erice e Ana Larraondo Erice. A tradução ao português é de António Valério, S.J.

O livro faz uma retrospectiva das dez edições anteriores da JMJ. Quer ser um instrumento que ajude a preparar a JMJ de Agosto em Madrid, em que 2 milhões de jovens se encontrarão com Bento XVI.

Na obra se recolhem 25 testemunhos que revelam a existência de uma autêntica revolução no seio da Igreja. Milhões de jovens já participaram na JMJ e a sua vida mudou completamente.

Em Geração JMJ é possível ler o testemunho de um casal holandês, um sacerdote japonês, uma estudante norte-americana, uma religiosa contemplativa espanhola, uma política do Mali, um seminarista britânico, uma executiva da Indonésia, um jornalista do Togo… todos eles pertencem à Geração JMJ.

O livro inclui o testemunho inédito do único bispo da Igreja que organizou duas JMJ e que participou neste acontecimento desde as suas origens: D. António María Rouco Varela, cardeal de Madrid.


in Zenit

3 comentários:

Anónimo disse...

«O que procuram tantos jovens?»

Ter o presente na árvore de Natal...

Se não são bons meninos como aprenderam... "Deus" não os leva para o "céu"...

Os jovens procuram eliminar um fonte de MEDO. O medo de ir para o inferno e serem os "maus" do filme...

Ainda acreditam no Pai Natal...

Anónimo disse...

Ó anónimo, que visão tão deprimente tem dos jovens!

Anónimo disse...

Ó anónimo, que visão tão deprimente tem do anónimo!