25 de julho de 2011

A Igreja, ao ser contrária ao uso do presenvativo, está a aumentar a transmissão da sida?

8 comentários:

Anónimo disse...

A comparação com o cinto de segurança é interessante. Só por si, o cinto de segurança não garante a segurança em caso de acidente automóvel... de acordo. Mas qual a lógica de proibir o cinto de segurança? Sem cinto de segurança os condutores vão andar mais devagar? Vejam o Angélico...

Anónimo disse...

A igreja tem uma mania de se meter debaixo dos lençóis dos casais... O preservativo em si não é bom nem é mau. O que pode ser bom ou mau são as acções das pessoas.

Já agora qual é o mal de um casal de namorados, que se ama e que se irá casar no próximo ano, praticar sexo com preservativo?

Anónimo disse...

Claro! A Opus Dei tinha que estar por detrás disto! LOL

guiomar disse...

eu não acho que a igreja esteja contra o uso dom preservativo.Pelo contrário, ela está preocupada em outros aspéctos. Como por exemplo, fazer sexo antes do casamento, eu estou de acordo com a igreja, pois não mfazendo sexo antes do casamento já livra muita coisa, como por exemplo, uma gravidez indesejada,quem possa trazer complicaçoes depois, e a complicação que eu falo, é não querer uma criança muito cedo, e aí o que fazer? Se tiverem os pensamentos firmados tudo bem , mas se não tiverem. já pensam logo o que vem em mente o aborto que é a pior coisa a fazer.

Anónimo disse...

Se a DGV for contrária ao uso do cinto de segurança, aumenta a gravidade dos acidentes automóveis?

guiomar disse...

olhe gente parece que ninguem está entendendo a preocupação da igreja. Eu vou tentar explicar o que eu penso.e o que todos deveríam pensar. Se amam de verdade e estão a fim de se casarem, não vejo impedimento algum em adiantar o casamento, e aí fazem o como querem, desde que estejam concientes se querem ou não uma criança no inicio do casamento. A igreja não está proibindo o uso do preservativo,pelo contrário ela está é preocupada com as doenças trasnmitiveis sexualmente e é claro com uma gravidez antes do tempo previsto, pois é nesse caso é que ocorre com alguns a maioria o problema do aborto. É essa toda a preocupação das igrejas e da siciedade. É preciso acabar com a gravidez indezejada, porque só assim para dá um basta no aborto. Gente chega de matar tanto embrião que estão a caminho de ser um ser humano dentro de seus ventres. Vamos acabar com esse tipo de crime, por mais que se arrependem depois, não adianta porque o crime já foi cometido. Mesmo que se arrependem, qual a garantia que não vão praticar mais e mais........

Anónimo disse...

"A Igreja não está proibindo o preservativo"

Não está proibindo... está condenando...

Nos 40 anos da célebre encíclica ‘Humanae Vitae: Actualidade e Profecia de uma Encíclica’, de Paulo VI, Bento XVI defendeu a total condenação ao uso do preservativo e a todos os métodos artificiais de contracepção.

Streetwarrior disse...

É incrível como se consegue desviar totalmente o sentido das acções, para a causa das acções.