15 de janeiro de 2012

DOMINGO II DO TEMPO COMUM | O CONVITE

Hoje, somos convidados por um convite.
Parece uma redundância, um pleonasmo, uma repetição, uma tautologia, …
No entanto, pergunto-me: “Quem sou perante este convite?”

Quando alguém me convida a fazer alguma coisa, me convida para alguma coisa, muitas vezes esqueço-me que o que me está a ser dito é: ”Com a minha vida, gostava …”. Esqueço que alguém me quer dar a sua vida, ao mesmo tempo que se bebe um café, se vai ao cinema, se conversa, …
Perante isso, só posso ser um convidado, só posso ser alguém a quem é dado uma vida.
 

No convite, o que me é dado é a vida de quem me convida. Assim, quando respondo negativamente a esse convite será que estou a negar aquilo para que sou convidado, ou será que estou a negar a vida que me está a ser dada?Deus chama-nos, como nos diz Samuel na primeira leitura de hoje, porque nos quis resgatar, nos quis salvar, como nos diz São Paulo na segunda leitura de hoje. Deus quis por isso convidar-nos, quis-nos dar a vida. E é Jesus que nos convida a segui-Lo.
Mas um convite a seguir Jesus não é ir atrás de Jesus mas sim ir com Jesus, com a vida de Jesus. Jesus convida-nos, dá-nos a vida, por isso somos seus convidados. O convite a seguir Jesus é o convite a receber a Sua vida que nos é dada.

Quando Jesus diz: “Eu não vim chamar os justos mas sim os pecadores” (Mc  2, 17), está a convidar quem precisa de vida. E quem é que não precisa de vida?
Como recusar aquilo que mais precisamos? A VIDA.

Aceitemos este convite e, tal como André, convidemos, demos essa vida que nos é dada. Levemos os outros até Jesus para serem também Seus convidados.


Leituras do Segundo Domingo do Tempo Comum:
1ª Leitura:
1 Sam 3, 3b-10.19
Salmo 39 (40)
2ª Leitura:
1 Cor 6, 13c-15ª.17-20
Evangelho:
Jo 1, 35-42

Imagem: "O pagamento do tributo", de Masaccio. Fresco na Cappela Brancacci, Florença.