12 de julho de 2012

Higgs, Krauss e Deus


O cientista Lawrence Krauss, autoridade em cosmologia e física das partículas, dois campos de investigação estreitamente associados, tem estado extremamente activo a propósito da descoberta de uma nova partícula que poderá ser o tão procurado bosão de Higgs ou “partícula de Deus”.
O que leva Krauss a tão grande actividade? Há alguns meses o autor publicou uma obra, louvada por uns, arrasada por outros, intitulada: A Universe from Nothing. Nela o autor defende que o universo surgiu espontâneamente do nada, do vazio – embora afirme também que o ‘nada’ e o ‘vazio’ são instáveis e, afinal, contêm ‘algo’. A importância desta afirmação não é apenas científica; ela implica, segundo Krauss, que Deus não criou o universo – uma conclusão que de modo algum sai das premissas. Ora, o bosão de Higgs, a ‘partícula de Deus’ vem, segundo Krauss,  dar força a esta sua tese.

No dia 4 de Julho Krauss publicou na página da Richard Dawkins Foundation um texto intitulado ‘A quantum leap’ no qual afirma: “O campo de Higgs implica que o aparente espaço vazio é muito mais complexo e estranho do que poderíamos ter imaginado há um século, e que não poderemos compreender a nossa existência sem compreender melhor a ‘vacuidade’. Os mesu leitores saberão que, como físico, tenho estado particularmente interessado no ‘nada’ em todas as suas formas e nas suas relações com ‘algo’ – nomeadamente nós próprios. A descoberta de Higgs significa que  o ‘nada’ se está a tornar cada vez mais interessante”

No dia 6 de Julho a americana CNN referiu-se a um texto de Krauss intitulado “Krauss: Higgs and the holy grail of physics”, no qual o autor afirma: “A nossa compreensão da realidade física – de tudo e de nada – mudou para sempre. …Com uma teoria quântica da gravidade, poderemos ser capazes de recuar na expansão do Big Bang até ao seu próprio início, e assim compreender exactamente como começou o nosso universo, provavelmente a partir de nada.”

No dia 9 de Julho Krauss publicou na Newsweek o texto intitulado “How the Higgs Boson posits a new story of our creation” no qual afirma: 

“Assumindo que a partícula em questão é realmente a de Higgs, isto confirma uma revolução sem precedentes na nossa compreensão da física fundamental e leva a ciência até muito próximo do ponto em que pode dispensar a necessidade de qualquer parvoíce sobrenatural durante todo o processo que nos leva ao início do universo – e talvez até mesmo antes do início, se é que houve um ‘antes’. “ 

Krauss afirma ainda que se os resultados do Large Hadron Collider confirmarem as actuais teorias acerca da origem do universo, 

“eles podem reforçar duas possibilidades potencialmente desconfortáveis: a primeira é que muitas das características do nosso universo, incluindo a nossa própria existência, podem ser meras consequências acidentais associadas ao nascimento do universo; e a segunda é que a criação de algo a partir de nada parece não constituir de modo algum um problema – tudo o que vemos podia ter emergido numa não finalística explosão no espaço, ou talvez numa explosão quântica do próprio espaço. Os seres humanos, com os seus s instrumentos e cérebros extraordinários, podem ter dado um gigantesco passo em frente no sentido de substituírem a especulação metafísica pelo conhecimento empiricamente verificável. A partícula de Higgs é agora provavelmente mais relevante que Deus.”

Segundo Krauss, mais uma vez se conclui que: 

1) o universo, e por conseguinte a vida humana, não tem qualquer finalidade; e 

2) Deus [provavelmente] não existe. 

E está muito bem acompanhado.

Estamos portanto todos de parabéns.

5 comentários:

Cisfranco disse...

"Estamos portanto todos de parabéns."

E presunção e água benta cada um toma a que quer...

Streetwarrior disse...

Pois, eu também não fico lá muito esclarecido com estas explicações.
No mínimo, levanta a duvida de ;

1ª - Se aconteceu uma explosão que originou o Universo a "partir do nada", quais são as variáveis que dão azo á explosão?
2ª- Para ser mais ou menos compreensível, deve explicar como "o nada " consegue gerar uma explosão.

Nesta estou consigo Caro Alfredo.
Abraço
Nuno

Bernardo Motta disse...

Caro Padre Alfredo,

A incompetência filosófica do Krauss começa a parecer legendária. Esse "nada" com propriedades e com atributos é uma tontice demente.

Que tristeza que tão má filosofia tenha tanta popularidade e mediatismo. Nada disto é bom, nem para a Ciência, nem para a Filosofia, nem para a Teologia, nem para os esclarecimento das pessoas.

Um abraço!

Bernardo

PS: Muito obrigado pelo seu valioso contributo e testemunho no programa Prós e Contras, ajudando a destruir o mito do conflito entre cristianismo e ciência!

paulo alves disse...

na verdade o que chamam de partícula de Deus foi chamada pelo próprio Peter Higgs "Hell particle" devido a sua dificuldade de detecção! O nome partícula de Deus tem haver com a propriedade do bóson dar massa a maioria das partículas do modelo padrão!
porem a descoberta experimental no ano de 2013 não prova nada com respeito e existência ou não de um ser supremo,ela só fecha mais um capitulo da física contemporânea! Mas vale lembrar que ainda ha um longo caminho já que esse capitulo fechado com o bóson de higgs diz respeito somente a matéria comum ,que é minoria (cerca de 4% )do universo,e deixa em aberto temas como a matéria escura e energia escura que juntas corresponde aos outros 96% do universo!!

paulo alves disse...

na verdade o que chamam de partícula de Deus foi chamada pelo próprio Peter Higgs "Hell particle" devido a sua dificuldade de detecção! O nome partícula de Deus tem haver com a propriedade do bóson dar massa a maioria das partículas do modelo padrão!
porem a descoberta experimental no ano de 2013 não prova nada com respeito e existência ou não de um ser supremo,ela só fecha mais um capitulo da física contemporânea! Mas vale lembrar que ainda ha um longo caminho já que esse capitulo fechado com o bóson de higgs diz respeito somente a matéria comum ,que é minoria (cerca de 4% )do universo,e deixa em aberto temas como a matéria escura e energia escura que juntas corresponde aos outros 96% do universo!!