29 de setembro de 2012

Nicolau de Cusa - Filosofia da síntese entre Deus e o Homem

Em Nicolau de Cusa, cruzam-se os fundamentos da modernidade e a tradição medieval, numa simbiose que junta a auto-realização humana identificada com o divino.
Este excerto da obra De Visione Dei é paradigmático:

Ó Senhor, suavidade de toda a doçura, colocaste na minha liberdade a possibilidade de eu ser, se quiser, de mim próprio. Por isso, se eu não for de mim próprio, tu não serás meu. Tornaste necessária a liberdade, não podendo ser meu se eu não for de mim próprio, e porque colocaste isso na minha liberdade não necessitas de mim, mas esperas que eu escolha ser de mim próprio. 
   

Sem comentários: