11 de novembro de 2012

Domingo XXXII do Tempo Comum | A inventiva força do amor


Evangelho segundo S. Marcos 12, 38-44 
(...)

Estando sentado em frente do tesouro, observava como a multidão deitava moedas. Muitos ricos deitavam muitas. Mas veio uma viúva pobre e deitou duas moedinhas, uns tostões.
Chamando os discípulos, disse: «Em verdade vos digo que esta viúva pobre deitou no tesouro mais do que todos os outros; porque todos deitaram do que lhes sobrava, mas ela, da sua penúria, deitou tudo quanto possuía, todo o seu sustento.»


Cristo, ao chamar a atenção para a viúva que dá a partir da sua pobreza, mostra-nos qual é o caminho para a felicidade: dar o que me faz falta. Esta viúva é testemunho da inventiva força do amor: o poço sem água que consegue alimentar toda uma aldeia.

Sem comentários: