8 de novembro de 2012

Leva-me a Ti

Foste o gozo do meu pranto,
no grito do silêncio da minha oração estavas.
Com o fogo do meu coração jogavas
e fazias brotar em mim uma canção.

Senhor, sai do meu esquecimento,
caminharei para Ti.
Quiseste finalmente convidar-me a dar
a vida que há em mim.

Do meu fato cinzento foste a cor,
quando vestias a minha palavra carente de teu Ser.
Juntavas a distância entre a tua luz e o meu caminho,
para eu o percorrer sem temor.

Senhor, faz com que o meu destino
seja estar perto de ti.

Quiseste finalmente convidar-me a dar
a vida que em mim .

Abre os meus lábios e fala por mim.
Toma as minhas mãos e fá-las descobrir.
Guia os meus passos, e leva-me a Ti.
                                    Leva-me a Ti.

                                           .Miguel.


                              "Llévame a Tí", in "Silencios Guiados" - 2008, Valladolid.




Sem comentários: