3 de março de 2013

Domingo III Quaresma | Mais um ano...


Nessa ocasião chegaram algumas pessoas que contaram a Jesus que Pilatos tinha mandado matar uns homens da Galileia, quando estavam a oferecer a Deus sacrifícios de animais. Deste modo se misturou o sangue deles com o dos animais sacrificados. 2 Na sequência disso Jesus disse-lhes: «Julgam que esses eram mais pecadores do que os outros galileus, lá porque foram mortos dessa maneira? 3 Digo-vos que se enganam e que morrerão como eles, se não se arrependerem. 4 Julgam também que aqueles dezoito que morreram, quando a torre de Siloé lhes caiu em cima, tinham mais culpas do que os outros habitantes de Jerusalém? 5 Pois digo-vos que se enganam e que morrerão como eles, se não se arrependerem.» 6 Jesus apresentou-lhes esta parábola: «Havia um homem que tinha uma figueira plantada na sua vinha. Foi lá ver se tinha figos e não encontrou nenhum. 7 Ordenou então ao homem que lá trabalhava: “Escuta! Há três anos que venho procurar figos a esta figueira e não encontro nada. Portanto, corta-a. Por que há-de ela continuar a ocupar o terreno?” 8 Mas o trabalhador respondeu: “Deixa-a ficar ainda este ano, que eu vou cavar em volta e deitar-lhe estrume. 9 Talvez assim dê fruto. Se não der, manda-a cortar então.”»

Lc 13, 1-9

Deus não tem pressa; a urgência é nossa.

Sem comentários: