31 de outubro de 2013



 Sto. Afonso Rodrigues - Santificar o outro


San Alonso Rodriguez Hoje a Igreja e a Companhia de jesus celebram a vida de Afonso Rodrigues, Irmão Jesuíta que foi porteiro durante mais de trinta anos e em quem a Igreja reconhece a Santidade de Deus.

Afonso Rodrigues viveu a sua missão de porteiro (abre porta, fecha porta, abre porta, fecha porta…) de um modo muito particular. Cada vez que abria a porta a alguém, era para ele como se a abrisse ao próprio Cristo.
“Vou já Senhor, vou já.” poderíamos ouvir de Afonso se batêssemos à porta do Colégio onde era porteiro.

Diz Sto. Atanásio de Alexandria que o Verbo de Deus “se fez homem para que nos tornássemos Deus”.



Então, segundo Atanásio, o Homem é criado para ser Deus, para ser como Deus, para ser com Deus.
Ora, é exactamente isto que Afonso realiza.

Cada vez que Afonso abre uma porta faz com que se realize plenamente, naquele instante, a vocação daquele a quem a porta é aberta.
Afonso diviniza-me ao abrir-me a porta como se eu fosse Cristo, porque me trata como trataria o próprio Deus.
Ao viver assim, ajudando cada um a viver a sua vocação – temos em S. Pedro Claver um bom exemplo – Afonso sacrifica (torna sagrada) a sua vida, entregando-a a Deus, para Sua maior glória, e assim se santifica.
Afonso santifica-se santificando-nos.

E nós, como nos santificamos?
Devagarinho…
Podemos começar por sorrir todos os dias para o porteiro, como se fosse Jesus Cristo a abrir-nos a porta.

Sem comentários: