10 de novembro de 2013

Domingo XXXII do Tempo Comum - Liberdade e graça

A propósito da oração colecta (oração no início da missa, assim chamada porque nela o sa­cer­dote como que recolhe e sintetiza as preces da assembleia) da missa de hoje, diz o Catecismo da Igreja Católica no seu número 1742:

Liberdade e graça. A graça de Cristo não faz concorrência de modo nenhum, à nossa liberdade, quando esta corresponde ao sentido da verdade e do bem que Deus colocou no coração do homem. Pelo contrário, e como o certifica a experiência cristã sobretudo na oração, quanto mais dóceis formos aos impulsos da graça, tanto mais crescem a nossa liberdade interior e a nossa segurança nas provações, como também perante as pressões e constrangimentos do mundo exterior. Pela acção da graça, o Espírito Santo educa-nos para a liberdade espiritual, para fazer de nós colaboradores livres da sua obra na Igreja e no mundo:
«Deus eterno e misericordioso, afastai de nós toda a adversidade, para que, sem obstáculos do corpo ou do espírito, possamos livremente cumprir a vossa vontade»

Sem comentários: